O wi-fi 6, o 5G e o CBRS continuarão coexistindo?

O wi-fi 6, o 5G e o CBRS continuarão coexistindo?

wi-fi 6, o 5G e o CBRS  – Muitas vezes, vantagens técnicas são usadas para justificar porque um item é melhor que o outro e todos nós sabemos que números podem ser usados para “provar” qualquer ponto. No entanto, os casos de uso e a realidade costumam ser muito mais importantes. Pense nisso assim: você tem um sedã, uma caminhonete e uma motocicleta – são todos casos de uso diferentes; o mesmo vale para a tecnologia sem fio.

Wi-fi é um grampo para conectividade empresarial, ou como eu li em um artigo da Claus Hetting do Wi-Fi NOW, “é o canivete suíço de comunicação sem fio, capaz de suportar quase qualquer tipo de dispositivo, implantação, mercado ou caso de uso. É a tecnologia sem fio padrão em praticamente qualquer dispositivo e ninguém está pronto para mudar em breve.”

De muitas maneiras, o wi-fi é como a tecnologia ethernet nos anos 90, apenas funcionou. Em meados dos anos até o início do século, surgiram novas tecnologias com fio para desafiá-lo com recursos avançados. Para ser honesto, Token Ring, FDDI e ATM tiveram vantagens técnicas posicionadas contra a ethernet, mas essas tecnologias nunca conseguiram deslocar a posição assegurada por ela.

Dito isto, o 5G e o CBRS não vão desaparecer como as antigas tecnologias com fios. Eles terão um papel significativo a desempenhar ao mesmo tempo ou mesmo em cooperação com o wi-fi.

 

+++ Virada Cultural 2019: Confira A Programação

 

Qual é o Outlook no 5G?

No que diz respeito ao 5G, nenhuma outra tecnologia oferece tanta mobilidade e alcance quanto a celular. Está disponível em sua casa, no seu negócio, seu carro ou apenas andando na rua. A tecnologia celular está quase sempre presente e, com os avanços adicionais oferecidos pela tecnologia de quinta geração, seu valor se estenderá além da conectividade básica.

Sua deficiência é uma falta significativa de serviços além do telefone (ou seja, laptop, tablet). Além disso, tentar usá-la como um substituto para o wi-fi corporativo levaria o tráfego de dados a ter que transitar na rede da operadora, mesmo que o destino seja um servidor local, o que não é uma solução ideal.

 

CBRS?

Finalmente, o CBRS. Na realidade, este não é um concorrente do 5G, já que a maioria espera que ele se torne uma RAN (Radio Area Network) para serviços 5G. No que diz respeito a um concorrente para wi-fi, a mensagem é a mesma, já que se trata essencialmente de uma operação celular de pequenas células, em ambientes fechados, no espectro de licenças compartilhadas.

 

++ O Fim Dos Likes No Instagram

Como resultado do exposto, a 5G continuará a dominar a mobilidade externa com o CBRS, oferecendo um serviço celular mais confiável para ambientes internos desafiadores. A wi-fi dominou e continua a dominar o mercado de redes sem fio de empresas e hotspots, devido à sua simplicidade e recursos econômicos de implantação. E com mais espectro esperado no futuro (6GHz), não há desaceleração à vista.

 

O bottom-line?

Wi-fi, 5G e CBRS têm proposições de valor individual e vantagens exclusivas de sua tecnologia e capacidades que não podem ser 100% emuladas pela outra tecnologia. No entanto, em alguns casos, outra tecnologia pode oferecer um nível de serviço “razoavelmente aceitável”, permitindo que ela suporte todos os casos de uso.

Bem, sobre esse tema, o resumo é que as três tecnologias podem ser aproveitadas no futuro para projetar uma única infraestrutura sem fio, ou talvez duas, dependendo do caso de uso.

Fonte:  Assessoria

O Fim dos Likes no Instagram

O Fim dos Likes no Instagram

O Fim dos Likes no Instagram.

No começo desse mês de maio nós noticiamos o F8, evento anual de divulgação das novidades das plataformas de Mark Zuckerberg. Mas as futuras mudanças do Instagram ainda estão dando o que falar!

++ Facebook F8 e suas novidades tecnológicas

A notícia do fim da exibição da quantidade de curtidas em cada foto da plataforma está tirando o sono dos Digital Influencers.

Na contramão do YouTube, onde os influenciadores vendem espaço em seus vídeos ou recebe pela monetização de anúncios direto da plataforma, o Instagram não remunera seus usuários para exibir anúncios em suas fotos postadas.

Por isso é comum que os influenciadores digitais incluam algumas taxas em seus valores cobrados e esse preço vai variar de acordo com o engajamento de cada perfil.

 

O valor do engajamento

 

 

A maioria dos cálculos de valores de caches de influencers é baseada no percentual do ENGAJAMENTO das suas publicações.

Para saber qual o percentual de engajamento de seu perfil no Instagram, divida o número de curtidas e comentários pelo seu número total de seguidores.

Isso significa que se o instagram não divulgar mais o número de curtidas das fotos, os Influencers não terão mais a principal métrica de precificação de seu valor de mercado.

Em questionamento feito pelo site “Techcrinch”, um dos porta-vozes do facebook afirmou que eles já estão planejando novas maneiras de fazer com que os usuários tenham uma nova forma de demonstrar o seu valor digital para os patrocinadores.

++ Como engajar nas redes sociais

 

Objetivo da Mudança

 

“O Futuro é Privado” é o novo jargão de Zuckerberg.

Além da busca pela privacidade a mudança no Instagram também teve como um dos objetivos principais proteger a saúde emocional de seus usuários.

A pressão pelo sucesso, o bullying e comentários de ódio levam muitos usuários à extremos e o Facebook está tentando corrigir esse problema.

 

Quando ocorrerão as mudanças

 

Os testes já estão rodando com usuários canadenses, mas sem previsão para implementação dessa mudança nas contas ao redor do mundo.

Então, enquanto as regras não mudam, o Falando em Nuvem te dá a dica de uma calculadora virtual para você saber direitinho quanto valem os seus preciosos LIKES!

Clique AQUI  para fazer o cálculo

Fontes:

http://criadoresid.com/quanto-cobrar-instagram-calculadora-engajamento/

www.techtudo.com.br

 

Evento internacional IMAP reuniu profissionais de diversas áreas em evento que durou 3 dias, em São Paulo

Evento internacional IMAP reuniu profissionais de diversas áreas em evento que durou 3 dias, em São Paulo

Evento idealizado pelo Professor Doutor Kasuo Miyake, com o objetivo de contribuir com o desenvolvimento da Flebologia Estética e clínicas médias ao redor do mundo, teve sua 9ª edição realizada entre os dias 03 e 05 de maio, no Hotel Gran Hayatt, em São Paulo. Desde o ano de 2011 o International Meeting on Aesthetic Phlebology – IMAP – já recebeu participantes de mais de 30 países e se consagrou como referência mundial na área de Flebologia Estética e tratamentos venosos. A 9ª edição do encontro ocorreu nos últimos dias 03, 04 e 05 de maio e contou com a possibilidade de imersão total de seus participantes e palestrantes, que puderam se hospedar em uma das 300 suítes do Hotel Grand Hyatt, reservadas exclusivamente para o evento. O conteúdo se dividiu em “Programação Científica”, com palestras técnicas nas áreas de medicina, administração e Tecnologia da Informação, todas ministradas por profissionais renomados, vindos dos Estados Unidos, Rússia, Inglaterra e diversos outros países e “Programação Social”, com espaços para network e Black Tie Party. Enriquecendo ainda mais conteúdo programático, foram transmitidos procedimentos ao vivo para 9 países, em qualidade HD 4K, com a interação entre os médicos em discussões sobre os casos reais. No terceiro dia do evento (05/05/19), a partir das 14h, deu-se início ao IMAP ADMIN, momento no qual o foco saiu um pouco da medicina prática e foi voltado ao lado administrativo das clínicas médicas.

IMAP ADMIN

Esse ano, quem realizou a palestra de abertura do IMAP Admin foi o empresário Roberto Justus, que falou sobre as forças que levam ao sucesso, desenhando uma nova perspectiva para estimular e inovar nos negócios.   +++ Facebook F8 e suas Novidades Tecnologicas  

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

Os médicos, suas clínicas e consultórios também funcionam online e devem se preocupar em proteger os dados (principalmente de histórico e procedimentos médicos) de seus pacientes. Além de abordar assuntos como blockchain, LGPD e, para enriquecer a discussão Segurança da Informação a IMAP Admin contou com nomes de peso como Verônica Mattos que falou sobre sobre Estratégias para aumentar a Receita e sinergia entre departamentos, Merielly Lima, sobre técnicas de venda e assertividade na contratação de funcionários, Bruno Lafani que explicou a importância de Compliance para práticas médicas e Marco Lagôa, Gold Partnert Microsoft e CEO da Witec It Solutions, palestrou sobre sobre Duplo fator de Autenticação, assunto quente do setor de Cyber Security, e os benefícios do Microsoft 365, Google e Apple.
Para quem perdeu o evento desse ano, fica a oportunidade de participar dos Cursos IMAP, cuja organização e administração é feita pelo CEHIM – Centro de Estudos Hiroshi Miyake – e têm seu conteúdo programático e inscrições disponíveis no site da IMAP (www.imap.med.br).
Fonte:  https://witec.com.br/encontro-internacional-imap/ +++ Imposto de Renda 2019: Saiba como declarar suas Criptomoedas
Facebook F8 e suas novidades tecnológicas

Facebook F8 e suas novidades tecnológicas

Facebook F8  e suas novidades tecnológicas fizeram o mês de maio começar fervendo!

Com a participação de mais de 4.000 pessoas, o Facebook realizou sua conferência anual – F8 – para apresentar as inovações e tendências das redes sociais de Mark Zuckerberg.

Com um leque de ferramentas cada vez maior, nós aqui da nuvem, em conjunto com a agência Fonte 11 Comunicação, separamos tudo que você precisa saber sobre as novidades do grupo Facebook.

++ Imposto de Renda 2019: saiba como declarar suas Criptomoedas

MESSENGER

Em sua nova versão 2.0 a plataforma Messenger já conta com mais de 1.2 bilhão de usuários.

As maiores novidades são ligadas aos famosos bots, que estão em plena ascensão. Com eles será possível oferecer serviços automatizados de compras e suporte, tudo em 1 único chat. Esse chamado “Protocolo de entrega” ainda está em sua versão beta, em fase de testes, mas já indicam que teremos grandes novidades nessa área de automação.

O App trará, também, área para “descobertas” divididas por categorias como Notícias, Comida, entretenimento e etc, mas esse recurso ainda não está disponível aqui no Brasil e sem data para o lançamento tupiniquim.

O F8 trouxe a versão muito aguardada do messenger para desktop, com criptografia em todas as versões e nova funções de engajamento através do watch parties e stories exclusivas.

++ Celulares dobráveis: foi dada a largada

FACEBOOK ANALYTICS

O facebook está apostando alto em Big Data.

O comportamento dos usuários será mais destrinchado. Para quem tem loja virtual, por exemplo, agora será possível medir quantas pessoas que curtiram ou comentaram uma publicação de produto, efetivamente clicaram no link para acessar o e-commerce e converteram compras na loja física. Será o paraíso para os analistas de plantão!

Esse recurso também ainda está em fase de testes, mas já estamos ansiosos por essa função.

Será possível criar um dashboard personalizado, com a criação de publico-alvo personalizadíssimo, nichado pelas interações que cada pessoa teve com determinado tipo de publicação. Isso poderá fazer com que você saiba exatamente quem é sua audiência para cada produto.

REALIDADE AUMENTADA

Durante a conferência foi anunciada a primeira plataforma de Realidade Virtual do mundooooo – o Facebook Spaces.

Lá, os usuários poderão interagir entre si em ambientes totalmente virtuais, como se todos estivessem juntos no mesmo lugar!

Estreou, também, Plataforma de Efeitos de Câmera, que é um editor online de imagem e vídeo dotada de dois recursos principais: Frame Studio e AR Studio.

O Frame Studio permitindo que os usuários possam criar vários efeitos com a nova câmera do face, como molduras, desenhos e filtros com efeitos.

Já o AR Studio permite a criação dos ambientes virtuais com inclusão de foto e vídeo em 360 graus, integrando com chamadas originadas pelo Messenger.

Essa é mais uma das novidades que ainda está em fase de testes, mas você pode fazer inscrição para participar do grupo que irá testar a versão beta (e também acessar o Frames Studio) aqui.

INSTAGRAM

“O futuro é privado” – Assim foi iniciada a palestra de Zuckerberg.

As novidades para o Instagram foram as que fizeram mais barulho!

Já existiam rumores, mas foi confirmado a possibilidade do fim dos “likes” nas fotos da plataforma.  O recurso já está deixando muito influencer nervoso por ai!

A intenção é “focar nas fotos e vídeos que você compartilha, e não em quantas curtidas eles têm” para tornar a rede menos nociva à saúde emocional dos seus usuários.

A versão beta já está sendo testada em contas no Canadá, com planos de expansão para o resto do mundo sem data prevista.

Os stories contaram com novidades nos efeitos de câmera que terão um novo “modo de criação” para filtros e efeitos personalizados.

HEADSETS E WHATSAPP

Para suporte às novas ferramentas de Realidade Virtual, o facebook anunciou uma linha de produtos, os headsets com visor: Oculus Quest e Rift S.

O Whatsapp ficou um pouco de escanteio, com uma atualização tímida em seu alto-falante integrado com facebook, que terá suporte para vídeochamadas pelo WhatsApp.

FACEBOOK

O feed de notícias não será mais a prioridade da home, e sim os ícones dos “grupos” e “eventos” serão os donos do maior destaque do “News Feed”.

O facebook também repaginou seu look: as cores da plataforma mudarão e o tradicional azul será substituído pelo branco, deixando mais áreas de respiro em um layout clean.

Tudo isso acontecerá através de atualizações que chegarão dentro dos próximos meses.

FACEBOOK DATING

O Facebook entrou na onda do “cupido virtual”, concorrendo com o Tinder.

O aplicativo Facebook Dating terá recursos mais privados do que os concorrentes, com a possibilidade de uma lista de “Secret Crush” com base nas pessoas que você tem em sua lista de amigos do Facebook. Caso alguém que faz parte da sua lista criar uma lista que também inclui você, DEU MATCH!

Ufa, muita inovação, não é?

Conta pra gente, você gostou das novidades?

Nos vemos na nuvem!

Fontes (pesquisa e imagens):

https://www.facebook.com/business/news/facebook-f8-resumo

https://resultadosdigitais.com.br/blog/facebook-f8-2019/

https://canaltech.com.br/redes-sociais/youtube-bug-some-com-botao-assistir-mais-tarde-138441/

Inteligência de dados:  como o consumidor se comporta no dia a dia através da geolocalização

Inteligência de dados: como o consumidor se comporta no dia a dia através da geolocalização

No começo dos anos 2000, os cookies eram as grandes estrelas do marketing digital. Não, não estamos falando sobre biscoitos. Na verdade, os cookies são um pequeno conjunto de linhas de código que são inseridos no navegador que o usuário utiliza para acessar a internet. O papel deles é criar um registro com informações básicas como endereços IP, preferências de idiomas e até itens que foram abandonados na cesta de compra de um e-commerce.

Com essas informações, os donos de e-commerce tiveram a oportunidade de criar experiências mais personalizadas para o usuário. Um item foi largado no carrinho? Que tal enviar um e-mail para quem o abandonou oferecendo um desconto? Acessaram um produto, mas não fecharam a compra? Basta investir em anúncios digitais expondo o mesmo produto para o cliente.

Por isso, durante muitos anos, o varejo físico se manteve em desvantagem estratégica. Embora fosse possível acessar um raio-x completo sobre o comportamento da clientela no mundo digital, o mundo offline continuava sendo uma incógnita.
Mas aí chegou o mobile e virou o jogo. O dispositivo está presente em todos os momentos de tomada de decisão do consumidor, assim, gerando insights valiosos sobre como criar uma experiência adaptada às vivências do usuário.

Computadores de bolso

Inteligência de dados: o mobile é a bússola do comportamento offline.
No passado, se conectar à internet era um verdadeiro ritual. Todas as suas atividades eram pausadas em prol de ligar o computador e acessar seus sites preferidos. Com o avanço da tecnologia, a computação se tornou cada vez mais acessível, rápida e barata. Foi assim que os celulares evoluíram de meros aparelhos de telefonia para verdadeiros computadores de bolso – possibilitando que as pessoas se conectassem à internet sem a necessidade de pausar as suas tarefas.

+++ Apple TV+, Cartões, Games E Notícias

Assim, a coleta de informações sobre o comportamento do consumidor deixou de se limitar ao momento de interação entre as pessoas e o desktop. Agora, os smartphones armazenam dados valiosos sobre como o público interage com o mundo. Por isso, a inteligência de dados se transformou em uma verdadeira arma secreta para o varejista turbinar a experiência dos seus clientes no meio offline.

Existem muitas opções de dados no mercado. No entanto, os dados de geolocalização se destacam quando o assunto é prover inteligência para o varejo físico. Saber, por exemplo, qual loja da concorrência é a preferida do público é uma informação valiosa para construir estratégias de fidelização.

Geolocalização que influencia o varejo

Vamos supor que você é dono de uma rede de farmácias. Você sabia que o fluxo de visitas a esse tipo de estabelecimento cresceu mais de 40% no início do verão em 2019 em relação ao mesmo período de 2018? Esse tipo de informação estratégica só foi extraída graças à análise de dados de geolocalização de mais de 60 milhões de celulares espalhados por todo o Brasil. Ao levar o dado em consideração, o empresário do setor farmacêutico pode investir em aumentar o estoque de itens indispensáveis para o verão como água, protetor solar e bronzeador, por exemplo.

Quando se fala de inteligência de dados para os diferentes segmentos do varejo, as possibilidades são praticamente infinitas. É possível usar essas informações para gerar insights para momentos de tomada de decisão de negócios, criar campanhas publicitárias de mídia geolocalizada, otimizar o fluxo de visitantes das lojas, enriquecer a experiência do consumidor no mundo offline, … O céu é o limite!

Por isso, antes de recorrer à inteligência de dados, delimite bem qual é o seu objetivo. Você precisa atrair mais clientes para as suas lojas? Investir em brand awareness? Entender a evolução das visitas aos pontos de venda durante o ano? Após esclarecer o seu objetivo, recorra à estratégia que encaixa-se melhor com o seu desafio. Seu negócio agradece!

Fonte – Assessoria de Imprensa

IoT e a terceira idade do Japão

IoT e a terceira idade do Japão

Terceira idade – Quando a população de um país começa a envelhecer e a pirâmide demográfica começa ficar invertida, toda a estrutura política e social de um país precisa ser adaptada.

Aqui no Brasil, entre as muitas ações, as leis previdenciárias estão sendo discutidas e devem mudar em breve. E tem também muitas empresas do setor da saúde em busca de startups para atender algumas necessidades da terceira idade.

Uma matéria da Forbes, publicada recentemente mostra como o Japão está usando a tecnologia da Internet das coisas (IoT) para dar assistência à população mais velha.

JAPÃO X DIABETES

De acordo com uma pesquisa de 2016 do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão, estima-se que 10 milhões de adultos japoneses tenham diabetes e que o aumento destes números seja progressivo.

“O Japão é uma sociedade super-envelhecida e muitos idosos não sabem como cuidar de sua saúde”, diz Kohjiro Ueki, diretor do Centro de Pesquisa em Diabetes do Centro Nacional de Saúde e Medicina Global (NCGM) em Tóquio. “Ainda não está claro até que ponto podemos ajudá-los a melhorar seus níveis de glicose no sangue. No entanto, o Japão provavelmente está liderando outros países nessa questão ”.

 

Por outro lado, os custos associados à doença estão crescendo. Cerca de 16 mil pessoas são submetidas à hemodiálise anualmente, e o aumento total destes custos gerados pela doença renal causada pela diabetes é de US $ 70 milhões a cada ano, segundo Ueki.

No entanto, a boa notícia é que o diabetes pode ser gerenciado de forma eficaz. Ueki e sua equipe lançaram um programa de Prevenção do Agravamento do Diabetes, que por meio de IoT faz um automonitoramento que detecta mudanças comportamentais.

 

Os pacientes participantes do estudo medem diariamente peso, atividade, passos dados e pressão arterial por meio de monitores de pressão arterial, pedômetros e monitores de composição corporal que enviam os dados para um aplicativo chamado Shichifukujin que arquiva tudo na nuvem.

 

+++ Clipping – Nada repercutiu mais que o tuíte de Bolsonaro

A partir dai, os médicos fazem todo monitoramento. Dois mil pacientes entre 20 e 75 anos estão participando do estudo que começou em janeiro de 2018.

Os pesquisadores esperam agora desenvolver algoritmos de dados de IoT mais sofisticados que possam enviar mensagens aos usuários sobre o aumento de suas atividades ou a busca de ajuda adicional.

Enquanto isso, a tecnologia também deve ser usada para estudar outras doenças do estilo de vida, como hipertensão.

 

Além desta iniciativa, o Japão tem várias outras que usam dispositivos de IoT para ajudar a evolução do envelhecimento da sociedade.

Por exemplo:

  • etiquetas inteligentes inseridas em sapatos e bolsas que podem ajudar a rastrear pacientes com demência;

 

  • etiquetas UHF laváveis que são colocadas em lençóis de cama de hospital que alertam os cuidadores sobre quando é hora da troca;

 

  • tecidos que detectam insolação, entre outras iniciativas

Para mais informações sobre a Mitsufuji, clique aqui