Tendências e Desafios para o Setor de Telecomunicações em 2024

Tendências e Desafios para o Setor de Telecomunicações em 2024

Transformação Digital: Tendências e Desafios para o Setor de Telecomunicações em 2024

O setor de telecomunicações desempenha um papel crucial na economia brasileira, registrando um avanço notável de 10,3% em 2022, alcançando a marca de R$ 277,7 bilhões, de acordo com dados da Brasscom. Ou seja, Impulsionado por diversos fatores, destaca-se a implementação da rede 5G. Contudo, à medida que o setor evolui, as empresas de telecomunicações enfrentam novos desafios, exigindo uma adaptação estratégica para garantir eficiência em 2024.

Adaptação Estratégica na Era da Transformação Digital:

À semelhança de outros setores, as telecomunicações enfrentam mudanças significativas no mercado. Anteriormente focadas em redes de alta cobertura, as empresas agora enfrentam o desafio de proporcionar uma variedade de serviços, concentrando-se na excelência do atendimento ao cliente e no desenvolvimento de soluções inovadoras.

Práticas de Gestão para o Crescimento Sustentável:

Simultaneamente a esse cenário dinâmico, é essencial que as empresas de telecomunicações adotem práticas de gestão alinhadas com o crescimento e desempenho. Assim destacamos quatro tendências que devem ser integradas ao planejamento estratégico para o próximo ano:

1. Redes Autônomas e Softwares:

Investir na automação é crucial para lidar com as constantes atualizações nas redes. As redes autônomas agilizam o processo, garantindo eficiência. No entanto, a integração de softwares é igualmente vital, indo além da administração de dados para orquestrar operações de forma autônoma.

2. Migração para Softwares Nativos em Nuvem:

A evolução tecnológica demanda a migração de sistemas legados para softwares nativos em nuvem. Essa tendência oferece maior controle de gestão, acessibilidade e proteção, consolidando-se como uma prática indispensável.

3. Segurança Cibernética e Educação:

Com ameaças constantes, a segurança cibernética é uma prioridade. Além de adquirir ferramentas de proteção, investir na educação dos usuários é essencial, considerando que 95% dos problemas de segurança são causados por erros humanos.

4. Inteligência Artificial (IA):

A IA continua a ser uma aliada valiosa. No setor de telecomunicações, sua aplicação vai além do reconhecimento recente, contribuindo para centrar o cliente nas operações. Investir em treinamento da equipe é crucial para otimizar a utilização eficiente da IA.

Desafios Rumo a 2024 e Estratégias de Gestão:

Estas tendências convergem para a transformação digital em um mercado cada vez mais centralizador. Apesar disso, no Brasil, há um caminho a percorrer para que todas as empresas de telecomunicações alcancem essa realidade.

Mais do que seguir o hype de novas tecnologias, as empresas devem focar em melhorar internamente suas práticas de gestão. Mudanças podem causar desconforto, e nesse contexto, contar com uma consultoria especializada é fundamental.

Em 2023, o setor de telecomunicações brasileiro teve uma desaceleração, mas há um vasto potencial a ser explorado. Para se prepararem para 2024, as empresas devem antecipar e investir desde já em tendências duradouras, reconhecendo a importância de uma gestão renovada para alcançar resultados expressivos.

Fonte: g2tecnologia.com.br

Fique Conectado conosco! Siga-nos nas Redes Sociais para Mais Novidades Tecnológicas e Inovação:

👉  Siga-nos no Instagram: @FalandoEmNuvem/

Não perca as atualizações sobre as mais recentes tendências tecnológicas, histórias inspiradoras e informações exclusivas sobre o mundo da inovação. Junte-se a nós nas redes sociais para estar na vanguarda das transformações tecnológicas e descobertas emocionantes!

Antena 6G Inovadora: Autorecuperação para Conexões Ininterruptas

Antena 6G Inovadora: Autorecuperação para Conexões Ininterruptas

Ericsson Brasil e Universidade Federal do Pará Desenvolvem Antena Self-Healing

A antena self-healing é uma inovação tecnológica concebida pela Ericsson no Brasil em colaboração com estudantes da Universidade Federal do Pará. Essa tecnologia revolucionária promete transformar o cenário das comunicações móveis, garantindo uma conectividade contínua e ininterrupta. Saiba mais sobre essa impressionante criação e seu potencial impacto no mundo da tecnologia.

Radio Stripes: Uma Solução Pioneira em Desenvolvimento

A Ericsson anunciou que a antena self-healing fará parte da Radio Stripes, uma solução em fase de desenvolvimento que tem a capacidade de unir milhares de micro antenas maleáveis por meio de uma fita adesiva. O objetivo principal é aplicar essa tecnologia em ambientes de grande aglomeração de pessoas, como meios de transporte, estádios de futebol, casas de shows e muito mais. Isso promete uma experiência de conectividade sem precedentes para os usuários, mesmo em locais de alta demanda.

Garantindo Conexões Sem Falhas com o 6g

A tecnologia patenteada visa a garantir uma conectividade de alta qualidade, mesmo diante de possíveis falhas na fita adesiva ou nas micro antenas. Isso é fundamental para a estabilidade do serviço móvel e a satisfação dos usuários. O sistema autorecuperação age de forma automática, detectando e compensando quaisquer problemas que possam comprometer a qualidade da conexão.

Desafios da Era 6G

A implantação das redes 6G está destinada a ser mais desafiadora do que as do 5G. A sexta geração das comunicações móveis deve operar em frequências mais altas, o que requer a instalação de uma infraestrutura mais robusta e maior quantidade de equipamentos para garantir a ampla cobertura do sinal. Nesse contexto, a antena self-healing se torna um ativo valioso, garantindo que a rede 6G mantenha sua integridade mesmo diante de falhas físicas.

A Mágica da Autorecuperação

A Ericsson destaca que quanto mais micro antenas forem incorporadas na fita, maior será a conectividade e a capacidade de lidar com múltiplas conexões simultâneas de alta velocidade. Essa é a base para a inovadora patente self-healing, que foi projetada para solucionar problemas de conexão caso ocorram danos à fita ou micro antenas individuais. Isso representa um avanço significativo no campo das comunicações móveis.

A Ericsson explica que, em situações em que parte da fita é danificada ou uma micro antena sofre avarias, os usuários nas proximidades da área afetada podem perder total ou parcialmente o sinal. É nesse cenário que a autorecuperação entra em ação, conectando automaticamente os usuários afetados a outras partes da fita que estão em pleno funcionamento. Isso garante que a qualidade da conexão seja mantida, mesmo em situações adversas.

Essa tecnologia promissora está programada para estar disponível até 2030 e promete revolucionar a forma como nos conectamos em um mundo cada vez mais dependente da tecnologia de comunicação móvel. À medida que a sexta geração de redes móveis se torna uma realidade, a antena self-healing está posicionada para desempenhar um papel crucial na garantia de uma conectividade ininterrupta para todos. Estamos ansiosos para ver como essa inovação impactará o futuro da comunicação móvel.

Fonte: Olhar Digital

++ Leia mais: Desvendando Perigos Invisíveis: 6 Principais Ameaças de Wi-Fi que Afetam sua Segurança Empresarial 

Fique Conectado conosco! Siga-nos nas Redes Sociais para Mais Novidades Tecnológicas e Inovação:

👉  Siga-nos no Instagram: https://www.instagram.com/falandoemnuvem/

Não perca as atualizações sobre as mais recentes tendências tecnológicas, histórias inspiradoras e informações exclusivas sobre o mundo da inovação. Junte-se a nós nas redes sociais para estar na vanguarda das transformações tecnológicas e descobertas emocionantes!

O Potencial da Tecnologia Blockchain para a Inovação

O Potencial da Tecnologia Blockchain para a Inovação

O Potencial da Tecnologia Blockchain para a Inovação no Setor Público

Especialistas enfatizaram, durante uma audiência pública realizada pela Comissão de Ciência, Tecnologia e Inovação da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (20), a importância do emprego da tecnologia blockchain no serviço público. O debate revelou como essa solução tecnológica pode oferecer benefícios significativos, incluindo segurança aprimorada, transparência, redução de custos e prevenção de fraudes. A aplicação da blockchain abrange diversas áreas, desde identidade digital até licitações e contratos, benefícios sociais, cartórios e juntas comerciais.

A Tecnologia Blockchain e seus Benefícios:

A Revolução dos Blocos: A tecnologia blockchain, conhecida principalmente por facilitar transações de criptomoedas, opera registrando e armazenando informações em blocos interligados, formando uma estrutura de cadeia. A característica fundamental é a imutabilidade, que impede a exclusão ou alteração de um bloco após a sua adição.

Distribuição de Dados e Autenticação: Esses blocos são distribuídos entre milhares de usuários na internet, que validam as informações através de processos criptográficos. Os dados aprovados são incorporados a uma corrente de informações pública e verificável.

A Perenidade dos Dados e seu Impacto: O gerente do Laboratório de Inovação da Dataprev, Felipe Leão, ressaltou a importância da perenidade dos dados na blockchain. Ele mencionou que os cadastros de identificação fiscal, como CPF e CNPJ, mantidos pela Receita Federal, já se baseiam nessa tecnologia.

Adoção em Diversas Organizações: A tecnologia blockchain também recebeu atenção do Banco Central, conforme destacado pelo chefe adjunto do Departamento de Tecnologia da Informação, Aristides Cavalcante Neto. Ele enfatizou a importância da aplicação em uma rede de organizações, evidenciando a necessidade de cooperação para maximizar os benefícios dessa tecnologia.

Desafios e Conflitos Potenciais: No entanto, é importante considerar os desafios regulatórios, como apontado pelo assessor da presidência da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), Jeferson Barbosa. Embora reconheça os benefícios da tecnologia blockchain, Barbosa ressalta a possível contradição entre os princípios da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e a imutabilidade inerente à blockchain.

Conclui-se, portanto, que a implementação da tecnologia blockchain no serviço público pode impulsionar a eficiência, transparência e segurança dos processos. No entanto, é essencial abordar questões legais e regulatórias para garantir sua aplicação ética e em conformidade com as leis de proteção de dados.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Fique Conectado conosco! Siga-nos nas Redes Sociais para Mais Novidades Tecnológicas e Inovação:

👉  Siga-nos no Instagram: https://www.instagram.com/falandoemnuvem/

Não perca as atualizações sobre as mais recentes tendências tecnológicas, histórias inspiradoras e informações exclusivas sobre o mundo da inovação. Junte-se a nós nas redes sociais para estar na vanguarda das transformações tecnológicas e descobertas emocionantes!

“No Fakes Act” – Projeto de lei nos EUA propõe restrições ao uso de IA que imita artistas

“No Fakes Act” – Projeto de lei nos EUA propõe restrições ao uso de IA que imita artistas

“No Fakes Act” Projeto de lei nos EUA propõe restrições ao uso de IA que imita artistas

Os Senadores dos Estados Unidos Avançam com o ‘No Fakes Act’ para Proteger Artistas contra Uso Não Autorizado de IA.

À medida que a Inteligência Artificial (IA) continua a se destacar em diversas esferas da sociedade, o setor do entretenimento também enfrenta transformações significativas. Profissionais da indústria cinematográfica, televisiva e musical manifestam preocupações diante dos avanços tecnológicos que ameaçam seus empregos e a integridade de seu trabalho.

O Desafio dos Profissionais do Entretenimento

Em resposta a essas apreensões, um grupo de senadores dos Estados Unidos tomou a iniciativa de apresentar o “No Fakes Act” com o intuito de resguardar artistas contra o uso não autorizado de IA para replicar suas vozes e imagens.

O ‘No Fakes Act’ e suas Implicações

O “No Fakes Act” representa uma resposta direta às crescentes inquietações de atores e cantores, que temem que suas vozes e imagens possam ser adulteradas ou reproduzidas por inteligência artificial sem a devida autorização. O projeto de lei visa estabelecer salvaguardas sólidas para esses artistas, bem como impor obrigações a empresas, plataformas e indivíduos envolvidos na criação ou hospedagem de réplicas digitais não autorizadas.

++ Leia mais: Processo de sindicalização nas Big Techs: entenda o movimento dos EUA

Medidas para Proteger Artistas

Dentre as principais disposições do projeto de lei, encontra-se a proibição de terceiros produzirem e distribuírem réplicas geradas por IA de artistas sem o consentimento apropriado. Ademais, o “No Fakes Act” prevê sanções significativas para aqueles que violarem a lei, incluindo a obrigação de reparar quaisquer danos causados por falsificações de obras audiovisuais ou sonoras produzidas por IA.

A Importância do Consentimento

Fran Drescher, presidente do SAG-AFTRA, o sindicato dos atores que está em greve desde julho, expressou seu apoio entusiástico ao projeto de lei, ressaltando a centralidade do consentimento. Ela enfatizou que a voz e a imagem de um artista constituem elementos essenciais de sua identidade, e utilizá-los sem permissão é manifestamente injusto. Drescher afirmou que o “consentimento é um princípio fundamental” e que o “No Fakes Act” representa um passo substancial na proteção dos direitos dos artistas.

Hollywood e os Desafios da IA

A iniciativa do projeto de lei surge no momento em que Hollywood enfrenta uma crise relacionada ao uso controverso da IA para substituir o trabalho humano. A tecnologia tem sido empregada na criação de roteiros para filmes e séries de TV, assim como na replicação da presença física de atores em sets de filmagem. Essas inovações levantam preocupações não apenas no campo da atuação, mas também na indústria musical, onde a IA é utilizada para emular as vozes de artistas em produções sonoras.

Preservando a Autenticidade e os Direitos dos Artistas

Com a crescente automação e o emprego da IA na produção de conteúdo, surgem questionamentos quanto à autenticidade e aos direitos dos artistas. Muitos argumentam que a criatividade e o talento humanos não podem ser completamente reproduzidos por máquinas, tornando essencial a proteção dos direitos dos artistas contra o uso não autorizado de sua imagem e voz.

O Contínuo Debate sobre a Regulamentação da IA

O debate em torno da regulamentação da IA e seus impactos prossegue à medida que a sociedade busca equilibrar a inovação tecnológica com a preservação dos direitos humanos e artísticos. O “No Fakes Act” representa um passo importante nessa jornada, destinado a assegurar que a revolução da IA não venha às custas dos artistas e de sua identidade criativa. A indústria do entretenimento observa atentamente o desdobramento desse projeto de lei nos Estados Unidos.

Fonte: Multiverso Notícias

Fique Conectado conosco! Siga-nos nas Redes Sociais para Mais Novidades Tecnológicas e Inovação:

👉  Siga-nos no Instagram: @FalandoEmNuvem/

Não perca as atualizações sobre as mais recentes tendências tecnológicas, histórias inspiradoras e informações exclusivas sobre o mundo da inovação. Junte-se a nós nas redes sociais para estar na vanguarda das transformações tecnológicas e descobertas emocionantes!

O Papel Crucial da Tecnologia na Logística: Estratégias para Garantir a Eficiência Operacional

O Papel Crucial da Tecnologia na Logística: Estratégias para Garantir a Eficiência Operacional

O Papel Crucial da Tecnologia na Logística: Estratégias para Garantir a Eficiência Operacional

A logística é uma área onde a tecnologia desempenha um papel fundamental. A sua utilização de tecnologias avançadas melhora consideravelmente a eficiência das operações logísticas, abrangendo desde a aquisição de matéria-prima até a entrega do produto ao consumidor final. Mesmo em situações adversas, como as tragédias naturais que recentemente afetaram países ao redor do mundo, ou atrasos na produção de peças, uma gestão eficaz da logística pode assegurar que a produção de uma fábrica continue ininterrupta, minimizando impactos financeiros.

Tecnologia em favor da logística

A eficácia de uma operação logística bem-sucedida é influenciada por diversos fatores, e a tecnologia é inegavelmente um deles. Desde a aquisição de materiais até a entrega do produto final, a tecnologia desempenha um papel crítico na garantia de que tudo ocorra dentro dos prazos e orçamentos estipulados. No entanto, eventos imprevisíveis, como tragédias naturais, podem interromper operações, como ocorreu com uma fábrica em Portugal, que faz parte de uma das maiores montadoras de veículos do mundo. Devido à falta de uma única peça produzida em uma fábrica na Eslovênia, que estava sofrendo com desastres naturais, a produção em Portugal foi interrompida por nove semanas.

É importante destacar que, em situações como essa, o problema não se limita à produção. A logística também desempenha um papel crucial. Em um país devastado, com infraestruturas danificadas pelas intempéries, mesmo que a fábrica não esteja na área afetada, o transporte de mercadorias torna-se um desafio significativo. Marcelo Zeferino, Chief Commercial Officer (CCO) da empresa Prestex – Logística Emergencial, afirma que uma solução viável nessas situações é o transporte aéreo emergencial, que oferece entregas mais rápidas e seguras, independentemente da distância a ser percorrida.

O ano de 2022 também trouxe um exemplo de como a tecnologia pode ser vital para evitar prejuízos substanciais. Um cliente enfrentava a possibilidade de interromper sua produção devido à falta de um componente. Embora não fosse devido a uma tragédia, o tempo era um fator crítico, e a empresa buscava evitar um prejuízo de R$ 12 milhões. Em menos de 10 horas, uma operação aérea emergencial foi montada, envolvendo dezesseis aeronaves, partindo de duas cidades diferentes do Rio Grande do Sul, com destino à fábrica do cliente em Minas Gerais, conforme destaca Zeferino.

Inteligência e tecnologia desempenham um papel central na gestão de operações como essa. De acordo com Rogério Annunciata, Gerente de TI da Prestex, o mercado oferece diversos sistemas de gestão de logística que aprimoram e simplificam o trabalho de profissionais e empresas do setor. Esses sistemas garantem eficiência, reduzem custos e aprimoram o atendimento ao cliente, aspectos cruciais em processos logísticos. Qualquer falha em uma etapa do processo logístico, seja por problemas de infraestrutura, atrasos ou danos, pode comprometer todo o processo e resultar em prejuízos financeiros.

Esses sistemas são compostos por softwares e ferramentas que facilitam a coordenação e o controle das atividades logísticas. Eles permitem uma visão integrada da cadeia de suprimentos, fornecendo informações em tempo real sobre estoques, transporte, armazenamento e outros processos logísticos.

5 Sistemas de Gestão Inteligentes

Cinco sistemas de gestão se destacam como fundamentais para processos logísticos eficientes:

  1. Sistema de Gerenciamento de Transporte (TMS);
  2. Sistema de Gerenciamento de Armazém (WMS);
  3. Sistemas de Rastreamento;
  4. Sistema de Roteirização e
  5. Sistema de Gestão de Frotas.

Esses sistemas trabalham em conjunto para otimizar as operações logísticas. No entanto, a segurança também é uma consideração crítica na logística. De acordo com dados da Associação Nacional de Transporte de Cargas e Logística (ANTC), o roubo de cargas causou prejuízos de 1,2 bilhão de reais no Brasil em 2022. Produtos como alimentos, combustíveis, produtos farmacêuticos, autopeças, materiais têxteis e de confecção, cigarros, eletroeletrônicos, bebidas e defensivos agrícolas são os mais visados por quadrilhas e grupos criminosos.

Segurança

Diante dessas estatísticas alarmantes, os sistemas de rastreamento desempenham um papel vital nos processos logísticos. Eles permitem o monitoramento em tempo real da localização e do status das mercadorias ao longo de toda a cadeia de suprimentos. Isso permite a identificação rápida de problemas e a implementação de medidas corretivas para evitar situações como o roubo de carga.

Em resumo, a tecnologia desempenha um papel essencial na logística, garantindo a eficiência operacional e a segurança das operações. Com sistemas de gestão avançados e o uso inteligente da tecnologia, as empresas podem enfrentar desafios imprevistos e manter suas operações funcionando de maneira eficiente, mesmo em circunstâncias adversas.

Portanto, investir em tecnologia e sistemas de logística é crucial para o sucesso e a resiliência das operações logísticas modernas.

Fonte: Terra Notícias

++ Leia mais: Business Intelligence (BI): Transformando Dados em Estratégias

Fique Conectado conosco! Siga-nos nas Redes Sociais para Mais Novidades Tecnológicas e Inovação:

👉  Siga-nos no Instagram: @FalandoEmNuvem/

Não perca as atualizações sobre as mais recentes tendências tecnológicas, histórias inspiradoras e informações exclusivas sobre o mundo da inovação. Junte-se a nós nas redes sociais para estar na vanguarda das transformações tecnológicas e descobertas emocionantes!