Brazil at Silicon Valley: Inovação e competitividade na pauta da semana


Brazil at Silicon Valley – Estudantes brasileiros da Universidade de Stanford promoveram nos dias 7, 8 e 9 de abril, um evento no Vale do Silício, que reuniu alguns megaempresários para debater o futuro da inovação no Brasil, a começar por uma análise profunda da falta de produtividade, infraestrutura e incentivos para o setor da Tecnologia.

No entanto, de tudo que foi apresentado no Brazil at Silicon Valley, as startups brasileiras ganharam destaque no debate, pois devem impulsionar o mercado como um todo nos próximos anos.

5 startups são esperadas no top do mercado internacional, de acordo com as expectativas do  empresário Jorge Paulo Lemann, sócio da 3G Capital.

Na sua opinião, quais serão as startups brasileiras que tem chances de chegar no Top 10?

Por hoje é só, só que ainda não.

Dá uma olhada nas matérias que separamos para você  que fazem o mundo da Tecnologia nesta terça-feira.

Até mais

Carol Lagôa

TRANSFORMAÇÃO DIGITAL

O ESTADO DE S. PAULO – Brasil está pronto para salto digital, diz estudo

O brasileiro está pronto para a revolução digital, mas o País enfrenta desafios que vão de falta de infraestrutura, baixo investimento no setor de tecnologia e baixa produtividade. É o que aponta relatório feito pela Mckinsey, em parceria com o Brazil at Silicon Valley, conferência organizada por estudantes brasileiros da Universidade de Stanford com o objetivo de usar inovação e tecnologia para ajudar a aumentar a competitividade do País. O evento acontece em Mountain View, Califórnia, no Museu da História do Computador, um dos ícones do Vale do Silício.

Catia Luz, O Estado de S.Paulo 09 de abril de 2019 | 04h00  MOUNTAIN VIEW/EUA - O brasileiro está pronto para a revolução digital, mas o País enfrenta desafios que vão de falta de infraestrutura, baixo investimento no setor de tecnologia e baixa produtividade. É o que aponta relatório feito pela Mckinsey, em parceria com o Brazil at Silicon Valley, conferência organizada por estudantes brasileiros da Universidade de Stanford com o objetivo de usar inovação e tecnologia para ajudar a aumentar a competitividade do País. O evento acontece em Mountain View, Califórnia, no Museu da História do Computador, um dos ícones do Vale do Silício.  “É o primeiro grande levantamento do setor no País. Fornece um panorama importante, que responde várias das perguntas que muitos investidores me fazem”, diz Hugo Barra, vice-presidente de realidade virtual do Facebook, e padrinho do evento. “Avançamos bastante, basta lembrar os oito unicórnios (startups avaliadas em mais de US$ 1 bilhão) que nasceram no Brasil o ano passado. Mas temos muito a fazer.”  ctv-uxj-celular-smartphone População do Brasil é mais conectada que a chinesa. Foto: NILTON FUKUDA/ESTADAO O País tem 67% da população com acesso à internet, é o segundo que mais usa as redes sociais: fica cerca de 9 horas por dia conectado. No entanto, a velocidade média da internet, de 13 Mpbs, fica bem abaixo da média global, de 31 Mpbs.

População do Brasil é mais conectada que a chinesa. Foto: NILTON FUKUDA/ESTADAO
O País tem 67% da população com acesso à internet, é o segundo que mais usa as redes sociais: fica cerca de 9 horas por dia conectado. No entanto, a velocidade média da internet, de 13 Mpbs, fica bem abaixo da média global, de 31 Mpbs.

MERCADO DIGITAL

VALOR ECONÔMICO – No Brasil, tecnologia é mais diversão que negócio
Os brasileiros estão entre os povos que passam mais tempo na internet, estão entre os cinco maiores usuários de vários serviços on-line e o país já conta com oito empresas no panteão dos “unicórnios” – que têm valor de mercado superior a US$ 1 bilhão. Mas o uso dessas tecnologias ainda é vista como diversão, uma maneira de passar o tempo, e está me

STARTUPS

FOLHA DE S. PAULO – Espero que em uma década pelo menos 5 startups brasileiras estejam no top 10, diz Lemann

O Brasil tem condições para, em uma década, ter cinco novas empresas de tecnologia, as chamadas startups, entre as 10 das maiores do mundo. A projeção foi feita pelo empresário Jorge Paulo Lemann, sócio da 3G Capital, empresa de investimentos que está em gigantes com a cervejaria AB InBev, a rede fast food Burger King e a empresa de alimentos Heinz.

Lemann foi mediador em uma das palestras do Brazil at Silicon Valley, evento organizado por estudantes brasileiros e ex-alunos da Universidade Stanford, no próprio Vale, na Califórnia, para discutir os rumos da inovação no Brasil. O encontro teve início no domingo (7) e ocorre até esta terça-feira (9).

Scott Cook, co-fundador da Intuit, e Jorge Paulo Lemann, sócio da 3G Capital – Divulgação

O ESTADO DE S. PAULO – Startups bilionárias decidem abrir capital

A última geração de startups do Vale do Silício acaba de entrar nas bolsas, alimentando as esperanças de grandes e pequenos investidores ansiosos por apostar nessas empresas de rápido crescimento e grande destaque. Mas o ano de 2019 se mostra muito diferente dos anteriores. As companhias, entre elas as queridinhas da gig-economy, com trabalhadores temporários e sem vínculo empregatício como Uber e Lyft, em geral são mais antigas e maiores, alimentadas há anos por milhões de dólares de recursos privados que transformaram o universo das startups. A maior maturidade das companhias poderá travar fortes flutuações – grandes ganhos e prejuízos – para novos investidores.

O ESTADO DE S. PAULO – Evento no Vale do Silício aposta nas startups para resolver problemas brasileiros

om a ambição de aumentar a competitividade e a relevância do País no cenário global, a conferência vai reunir cerca de 700 empreendedores, investidores, estudantes e gestores públicos para discutir desafios do Brasil

MERCADO DIGITAL

VALOR ECONÔMICO – Uber, Lyft, Pinterest e Airbnb impressionam, mas não dão lucro

O mundo inteiro condena os males das finanças voltadas para o curto prazo, na maioria das vezes com razão. Mas um outro fenômeno vem se tornando cada vez mais preocupante: a visão excessivamente voltada para o longo prazo.

BIG DATA

O ESTADO DE S. PAULO – Zoox é avaliada em R$ 132 milhões após segunda rodada de investimentos

Após nova rodada de captação de investimentos, concluída em março, a Zoox Smart Data, empresa que atua em big data, machine learning e marketing de relacionamento, passou a ser avaliada em R$ 132 milhões. Esse valuation representa um crescimento de mais de 360% em relação à primeira rodada, realizada em 2018. HDI Seguros e 2A Investimentos fizeram os aportes na rodada deste ano – o valor dos desembolsos não foi informado. A Zoox foi fundada em 2010 e prevê faturar R$ 32 milhões neste ano, montante 300% maior que o de 2018. A estimativa baseia-se em parte nos resultados esperados com a internacionalização da empresa, que abriu escritórios nos Estados Unidos, México, Argentina, França e Portugal.

FACEBOOK

ISTOÉ DINHEIRO – Facebook tem queda de usuários no Brasil, diz Datafolha

Pesquisa realizada pelo Datafolha apontou uma queda no número de brasileiros que afirmam ter uma conta no Facebook. Em um levantamento feito no início de abril, 56% dos entrevistados afirmaram serem usuários da rede social, contra 61% em novembro de 2017, representando uma queda de 5% em 17 meses.

NETFLIX

O ESTADO DE S. PAULO – Netflix remove suporte ao recurso de transmissão AirPlay

A Netflix removeu o suporte ao AirPlay, recurso da Apple que permitia que dispositivos como iPhone e iPad espelhassem o conteúdo da plataforma de streaming na televisão. A informação é do site The Verge. Apesar da mudança, o aplicativo da companhia para a Apple TV e outras smart TVs continua funcionando.

MICROSOFT

ISTOÉ DINHEIRO – Microsoft confirma que não é necessário “remover com segurança” dispositivos USB

Durante muitos anos, sua mãe, tia, professor de computação e todas as pessoas que falavam sobre computador disseram que era extremamente importante e necessário seguir todos os passos da hora de remover USB do aparelho, caso contrário, todas as configurações e arquivos colocados lá seriam perdidos. Porém, eles estavam errados.

PESQUISA

O ESTADO DE S. PAULO – Bolsonaro critica: ‘Poucas universidades têm pesquisa’

O presidente Jair Bolsonaro criticou a produção científica das universidades federais em entrevista à Rádio Jovem Pan, nesta segunda, 8, enquanto o Ministério da Ciência e Tecnologia perdeu recentemente quase 43% de seu orçamento por meio de decreto e a comunidade científica, em vários Estados do Brasil, sofre com corte de investimentos, como a Fapemig, que cortou 5 mil bolsas de iniciação científica. Na semana passada, a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) publicou uma nota, com outras cinco entidades, criticando os cortes. “Temos 68 universidades que gastam metade do orçamento. Poucas universidades têm pesquisa”, afirmou o presidente, citando na sequência o exemplo de uma universidade privada

5G

VALOR ECONÔMICO – Era 5G começa com disputa mundial

A era 5G já começou. Uma corrida entre a Coreia do Sul e os Estados Unidos que vinha sendo protagonizada há tempos foi finalizada na semana passada. O objetivo era colocar no pódio o primeiro país a lançar comercialmente a rede de serviços móveis de quinta geração. Sair na frente garantiu aos sul-coreanos uma vantagem na conquista de clientes ávido

O ESTADO DE S. PAULO – União Europeia quer criar um novo imposto para gigantes da tecnologia

Comissária Margrethe Vestager disse que órgão pode criar taxa sozinho, caso a União Europeia não entre em acordo com outros países do mundo

NO REUNO UNIDO

O ESTADO DE S. PAULO – Reino Unido planeja punir Facebook e Google por conteúdos inapropriados

O Reino Unido planeja criar uma autoridade regulatória para forçar empresas de tecnologia como Google e Facebook a remover conteúdos inapropriados da internet, que incluem postagens violentas, desinformação, bullying, exploração de crianças e conteúdo de automutilação e suicídio. A proposta, revelada pelo site BBC, também estabelece que o regulador possa punir as empresas que quebrarem as regras de moderação das plataformas.

FACEBOOK

O ESATADO DE S. PAULO – Brasileiro cofundador do Facebook recebe US$ 406 mi para fundo de investimento

ANATEL

FOLHA DE S. PAULO – Uso de CPF de inocentes em celulares por criminosos faz Anatel mudar regra

oje, é possível registrar um celular pré-pago no nome de qualquer pessoa —basta ter o número do CPF. Isso tem levado inocentes a serem investigados e até presos pela polícia porque tiveram dados usados por criminosos para habilitar telefones.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Post